lingerie

Lugar de mulher é onde ela quiser

É… o 8 de março carrega lembranças de lutas que precisam ser consideradas até hoje.

E são essas que quero honrar e me inspirar para seguir novos caminhos.

Minha vontade sobre esse dia era trazer um olhar de amor e empatia sobre os desafios sociais e culturais de ser mulher.

Piadas, ofensas, privações de direito. Agressões físicas ou emocionais…

Acho que são alguns exemplos no macro e no micro que vejo a importância de nos comunicarmos sobre o que passa em nosso universo.

Como sociedade, precisamos construir laços mais fraternos e respeitosos. E sermos doçura e encantamento em tempos de ódio e segregação.

Todo meu orgulho e admiração por nós: filhas, irmãs, mães, empreendedoras, professoras, ouvintes, engenheiras, dentistas, psicólogas, artesãs, médicas, motoristas, dançarinas, cozinheiras, criativas, arquitetas, administradoras, donas de si, empoderadas, em processo de auto conhecimento, pilotas, cantoras, cineastas, atrizes, executivas, maqueadoras, motoqueiras, esportistas, e o que mais quiser ser.

É sim, mais um dia para abrirmos o diálogo sobre como podemos construir uma sociedade mais saudável e harmoniosa.

#diadamulher

A imagem pode conter: 2 pessoas

Ps: título de eleitor da vovó 💜

Texto escrito por Marina Valadas França

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *